PAM/ NUDEC – POLO PETROQUÍMICO DO GRANDE ABC
 
 
O Polo Petroquímico de Capuava foi o primeiro surgido em nosso país, no final do ano 1960, como complexo ou agregado de indústrias petroquímicas de primeira e de segunda geração.

No aspecto de saúde e segurança ocupacional, cada empresa petroquímica organizou, individualmente, a sua área, especialmente no tocante a combate a emergências, espelhando-se no que havia de mais moderno na então existente e tradicional Refinaria União (atual RECAP - Refinaria de Capuava da Petrobrás), que foi primeira empresa alocada nessa área.

A busca da troca de experiências e do compartilhamento de recursos, de modo a otimizar os atendimentos a eventuais emergências em qualquer uma das empresas do Polo Petroquímico, fez com que surgisse a ideia de se constituir um grupo com o objetivo de estabelecer um PAM - Plano de Auxílio Mútuo, que atuasse em casos de grandes emergências, apropriando recursos materiais e humanos dos envolvidos e constituindo, desse modo, força considerável para o controle de emergências. Pretendeu-se, também, associar experiências e recursos para o estudo de problemas comuns, restrito ao campo da prevenção e combate a emergências.

O grupo foi então informalmente constituído a partir de 1973, decorrente de decisão adotada pelo GEHSIQP – Grupo de Estudo de Higiene e Segurança das Indústrias Químicas e Petroquímicas, com a adesão de algumas das empresas e com a parceria e participação do 8° Grupamento de Bombeiros, passando a ter a denominação de PAM - PLANO DE AUXÍLIO MÚTUO. 

O PAM foi oficialmente constituído em 08 de agosto de 1986, formalizando-se o seu Estatuto, congregando as seguintes empresas, assim denominadas naquela época: Poliolefinas, Petroquímica União, Unipar, Oxiteno, Capuava Carbonos, Polibrasil, Ultraquímica e Chevron, além da parceria com o 8°Grupamento de bombeiros. Uma vez formalizado o plano, foi constatada a necessidade de elaborar o seu “Procedimento Operacional” e a respectiva “Disciplina de Comunicação”, que também foram implementadas nesse mesmo ano, para o atendimento racional e ordenado das emergências.

A partir dessa data, passou também a desenvolver atividades de intercâmbio de experiências, padronização dos equipamentos, realização de treinamentos simulados de controle de emergências envolvendo todas as equipes as das empresas integrantes e do Corpo de Bombeiros, com a participação das equipes de Atendimento Pré-Hospitalar e ambulâncias em atendimento e transporte aos acidentados, e outras atividades. Tudo, enfim, com vistas a um Plano de Auxílio Mútuo mais eficaz e eficiente.

Em 1988 a Petrobrás Refinaria de Capuava incorporou-se formalmente ao PAM. 

Objetivando uma ampliação das atividades e a responsabilidades perante a Comunidade vizinha, em 06 de setembro de 1995, em consonância com Coordenadoria Regional de Defesa Civil, e através do Decreto 5.432 do município de Mauá, o PAM transforma-se em Nudec Capuava (Núcleo de Defesa Civil de Capuava), desta forma consolidando-se em: PAM/Nudec Capuava “Plano de Auxílio Mútuo Núcleo de Defesa Civil de Capuava”.

Em 1996 a empresa Bandeirante/Resinor se incorporou ao PAM/Nudec Capuava, o mesmo ocorrendo com a empresa Vitopel do Brasil no ano de 2000. 

Em 2000 é iniciado o processo de auditoria de conformidades do estatuto pelas empresas participantes do grupo, as auditorias são bimestrais e os resultados apresentados em reunião.

Em 2001 é iniciado o registro de queda de balões nas empresas que fazem parte do PAM. O registro serve como parâmetro para ações mitigatórias a serem tomadas pelas empresas e com ações de conscientização junto à comunidade.

O Estatuto sofreu várias revisões, sendo a última realizada em 2016. 

O PAM conta oficialmente com 13 viaturas, 20 brigadistas treinados e materiais conforme descriminado em seu Estatuto, além dos recursos materiais e humanos do 8º Grupamento de Bombeiros. O grupo possui um sistema integrado de comunicação, para uma comunicação imediata entre as empresas e o Posto do Corpo de Bombeiros de Mauá, o qual é o mais próximo do Polo. O sistema adotado pelo grupo foi o digital com rádios de tecnologia TETRA e canal exclusivo e a licença está em nome do COFIP ABC. 

Desde a sua constituição, o PAM vem desenvolvendo uma série de atividades conjuntas, estabelecendo estreito contato de parceria entre as equipes de emergência das empresas, o Nudec e o pessoal do Corpo de Bombeiros. 

Estabeleceram-se vias internas, bem sinalizadas, interligando as diversas unidades industriais que propiciam, em casos de emergência, maior rapidez, bem como múltipla opção de acesso.

A avaliação técnica de equipamentos e produtos de combate a incêndio tem sido efetuada pelo grupo, que já se  constitui na área em considerável elemento de influência sobre os fabricantes quanto às exigências de qualidade técnica.

Em 2004 com o objetivo de ampliar sua divulgação, e fortificar a sua marca o PAM/NUDEC – Capuava alterou seu título para PAM/NUDEC – Polo Petroquímico do Grande ABC, após aprovação dos executivos e representantes técnicos das empresas participantes.

Em 2010 é iniciado o registro dos testes diários de rádio com as empresas e Corpo de Bombeiros como indicador mensal e em 2015 o sistema é alterado de analógico para digital com frequência exclusiva.

Em 2011 o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Mauá e Santo André integraram o grupo trazendo conhecimentos e participando dos simulados.

Em 2013 é criado o programa Prémio Destaque no qual as empresas são mensuradas e pontuadas mensalmente em relação ao atendimento dos requisitos do Estatuto. Ao final de cada ano com o fechamento das notas é programado um evento para a premiação das empresas e órgãos com a entrega de certificados e troféus, conforme a categoria que os
mesmos se classificaram.

Em 2015 é criado o Manual de Emergência, que serve de material de apoio aos brigadistas e órgãos de apoio para terem noção do local das empresas e conhecimentos dos produtos de maior risco e circulação. Nesse ano também a empresa AkzoNobel de Mauá incorporou-se ao PAM/NUPDEC. Também nesse ano foi criado o COFIP ABC – Comitê de Fomento Industrial do Polo Petroquímico do ABC que tem como objetivo representar as empresas do polo de Capuava na região. Conforme aprovação de todos os membros presentes em reunião, o PAM é incorporado ao mesmo, com sua organização sendo independente.

Em agosto de 2016, com o evento de comemoração de 30 anos de funcionamento formal do PAM/NUPDEC, é lançada a sua nova logomarca, mais moderna e desenvolvida por empresa especializada.

Em 2017 o Estatuto do PAM/NUDEC foi revisado e aprovado pela área jurídica de todas as empresas participantes e seu nome alterado para Regimento Interno do PAM Capuava.

Em 2017 também foram incorporadas as 02 unidades da empresa Ultragaz - unidade de Mauá e Capuava, no grupo.

Em 2018 foram incorporadas as empresas quantiQ (GTM), distribuidora de produtos químicos, Liquigás e  Supergasbras, ambas distribuidoras de GLP.

Atualmente, o PAM/NUDEC é composto pelas seguintes empresas e órgãos:

- Corpo de Bombeiros de Mauá (8º Grupamento de São Paulo);
- AkzoNobel – Mauá
- Bandeirante Química
- Braskem Q3
- Braskem PP-4 (Polipropileno)
- Braskem PE-7 (Polietilenos)
- Cabot do Brasil
- Chevron Oronite Brasil
- COFIP ABC
- Liquigás Unidade Mauá
- Oxiteno S/A – Unidades Petroquímica e Química
- quantiQ (GTM)
- RECAP – Petrobrás
- Supergasbras Unidade Mauá
- Vitopel do Brasil
- Defesa Civil de Mauá
- Defesa Civil de Santo André
- Defesa Civil de Ribeirão Pires (Convidada)
- SAMU de Mauá
- SAMU de Santo André
- Ultragaz Unidade Mauá
- Ultragaz Unidade Capuava

“Juntos somos mais fortes”

 
 

Ao cadastrar seu e-mail, você fará parte
da agenda de contatos do COFIP ABC, e
poderá receber informações do Polo
Industrial do Grande ABC, convite para
eventos ou participar de pesquisas.
Contato: (11) 4548.4333 contato@cofipabc.com.br
Rua do Comércio, 21 | - Centro
1° andar | Salas 102/103
Mauá Office Center, anexo ao Mauá Plaza Shopping
CEP 09390-015 | Mauá - SP

Copyright 2015 por COFIPABC
CADASTRO
 
 JIJOIJ